A cidade de Muzambinho está localizada na região sul do estado de Minas Gerais. A economia de Muzambinho é baseada na pecuária, agricultura e artesanato. O principal produto do município, como em todo o sul das minas, é o café. Segundo a tradição, o nome da cidade vem da palavra mocambo ou mocambinho, ou seja, apartamentos usados por escravos negros voláteis. No passado, a região era habitada por negros que fundaram a aldeia, que se desenvolveu graças à boa qualidade das terras agrícolas.

Um dos principais atrativos turísticos da região é a Igreja Matriz de São José, cuja construção começou no início do século XX. A cidade de Muzambinho é conhecida por organizar um dos maiores carnavais universitários do Brasil. O município se transforma em um grande carnaval para receber milhares de turistas de todo o país.

O carnaval em Muzambinho acontece nas famosas ruas da cidade mineira e também no Parque Folia. Todos os anos milhares de viajantes vão a Muzambinho para curtir o som de artistas famosos de Axé, Sertanejo, Funk e música eletrônica, uma mistura de ritmos que faz do evento um tradicional e famoso festival de música.

Foto: Reprodução

História de Muzambinho

No dia 08 de outubro de 1860, Cesário Cecílio de Assis Coimbra e o padre Próspero Paoliello, acompanhados por outros membros da Companhia, elevaram a aldeia à categoria de distritos.

O “Almanaque Sul Mineiro” para o ano de 1874, página 390, também cita omo um dos fundadores Antônio Joaquim Pereira de Magalhães.

Em 12 de novembro de 1878, o distrito tornou-se vila e formou um conceito com os municípios de Dores de Guaxupé e Santa Bárbara de Canoas (hoje Guaranésia).

Tornou-se uma cidade e um distrito em 30 de novembro de 1880 sob o nome de Muzambinho. A Prefeitura foi construída em 1881 e teve Cesário Cecílio de Assis Coimbra como primeiro presidente, empossado pelo então prefeito de Cabo Verde, o cavaleiro da ordem imperial do tenente-coronel Luís Antônio de Morais Navarro. Coimbra foi substituído pelo Coronel Francisco Navarro de Moraes Salles nos seguintes termos (1894-1904).

Com as conquistas do setor e do Conselho do Patrimônio Histórico, Artístico e Cultural, a cidade de Muzambinho conseguiu derrubar mais de 30 propriedades para preservar seu patrimônio.

Foto: Reprodução

De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a superfície do município é de 409.036 km², dos quais 4,7 km² é a área urbana e os 404.336 km² restantes são a área rural. Situa-se a 21° 22′ 33” de latitude sul e 46° 31′ 33′ de longitude oeste e fica a 447 km da capital Minas Gerais. Os municípios adjacentes são Cabo Verde no sudeste, Juruaia no norte, Tapiratiba no sudoeste, Caconde no sul, Monte Belo no leste e Guaxupé no oeste.

De acordo com o departamento do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, em funcionamento desde 2017, o município pertence às regiões geográficas intermediárias de Varginha e Imediata de Guaxupé. Até então, o município pertencia à micro-região de São Sebastião do Paraíso com a validade da subdivisão em micro-regiões e mesorregiões, que por sua vez foi incorporada à Mesorregião de Minas Sul e Sudoeste.

O relevo do município de Muzambinho é predominantemente montanhoso. Em cerca de 69% do território de Muzambinho dominam as áreas montanhosas, enquanto cerca de 23% são cobertas por mares de montanha e os restantes 8% são planos. A altura máxima é no Morro Resgate Cristo, que atinge 1.250 metros, enquanto a altura mínima é no leito do rio Muzambo, a 860 metros. O ponto central da cidade fica a 1100 metros de distância.

O principal rio que atravessa Muzambinho é o rio Muzambo, mas o município é atravessado por vários pequenos rios e riachos, o mais importante dos quais é o Muzambinho Ribeirão, que faz parte do Rio Grande Basinho.

Foto: Reprodução

O clima de Muzambinho é denominado clima tropical de montanha, com temperatura média anual de 21,3°C em invernos secos e amenos e verões chuvosos e temperaturas altas. O mês mais quente, fevereiro, tem uma temperatura média de cerca de 24°C, com uma média máxima de 28,4°C e mínima de 18,1°C. A temperatura média no mês mais quente, fevereiro, é de cerca de 24°C, com uma média máxima de 28,4°C e mínima de 18,1°C. É o mês mais frio, julho, com uma média histórica de 17°C, com 25,2°C e 8,9°C respectivamente como máximo e mínimo. O outono e a primavera são períodos de transição.

A precipitação média anual é de 1 600 mm, concentrada nos meses de Primavera e Verão. Nos últimos anos, porém, os dias quentes e secos de verão tornaram-se cada vez mais comuns, muitas vezes acima de 30°C. Nos últimos anos, o número de dias de verão quentes e secos aumentou. Durante a estação seca e em longos verões durante a estação chuvosa, também há relatos generalizados de queimadas em morros e matagais, particularmente em áreas rurais do município, que contribuem para o desmatamento e a liberação de poluentes na atmosfera e afetam ainda mais a qualidade do ar.

Segundo o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), a comunidade tem uma média de 2,98 raios por quilômetro quadrado por ano.

Foto: Reprodução

Pontos Turísticos de Muzambinho

Cachoeira do Cambuí

Com diversas cascatas, a Cachoeira do Cambuí proporciona ao turista um belo ambiente, muito agradável para fotografar, nadar e relaxar em meio à natureza. Deixar a casa e explorar um lugar com tantas belezas naturais é um verdadeiro privilégio, e Muzambinho tem diversos atrativos.

Cruzeiro de Pedra

O Cruzeiro de Pedra, esculpido numa única pedra com cerca de 15 metros de altura, teve sua construção iniciada no dia 26 de janeiro de 1937 e finalizada em novembro do mesmo ano. Sua inauguração acontecem no dia 12 de dezembro de 1937, e para sua construção foram utilizados cerca de 20 juntas de bois para transportar a pedra trazida da corte do Coronel João Messias Machado.

Casa da Cultura

A Casa da Cultura de Muzambinho abre de segunda a sexta-feira das 09:00 às 17:00, e conta com diversas atividades, como teatro e programação para crianças. Nela também é realizada a Semana do Livro anualmente, bem como a Semana do Museu e exposição de diversos artistas regionais.

Foto: Reprodução

Serra dos Cristais

A Serra dos Cristais é um dos mais belos pontos turísticos do município de Muzambinho. Devido à sua altitude, a vista é uma das mais bonitas e apreciadas da região. Nela também se encontra o Santuário de Nossa Senhora da Cabeça, construído no ano de 1956 pela comunidade católica, bem como uma pequena capela em homenagem à Nossa Senhora das Cabeças. A Serra dos Cristais é um local de oração, peregrinação e recolhimento, oferecendo aos visitantes muito mais do que um simples ponto com vista panorâmica. Nele muitos praticam a observação de pássaros da região, como as maritacas e tucanos.

Igreja São José

A Igreja São José localiza-se no centro de Muzambinho e fica aberta ao público durante a sua missa, ocorrida entre as 19h e 20h, e aos domingos também das 10h às 11h. No mês de março, próximo a data comemorativa de São José (19 de março), acontece em frente à igreja a tradicional quermesse, que comercializa comidas e bebidas, além de proporcionar shows regionais.

Cachoeira do Belém

A Cachoeira do Belém tem acesso fácil e localiza-se no bairro Belém, sendo propriedade de Noel Luiz Gonçalves. Fica a cerca de 7km da cidade de Muzambinho. Trata-se de um ótimo lugar para mergulhar e relaxar a mente.

Foto: Reprodução

Museu Municipal Francisco Leonardo Cerávolo

Com um acervo repleto de peças antigas, doadas por diversos munícipes, o Museu Municipal Francisco Leonardo Cerávolo proporciona aos turistas e visitantes a chance de conhecer melhor a história de Muzambinho, uma verdadeira viagem ao passado.

Obelisco da Praça Pedro de Alcântara Magalhães

O Obelisco da Praça Pedro de Alcântara Magalhães foi construído em homenagem aos pracinhas de Muzambinho que lutaram na Segunda Guerra Mundial. Este importante ponto turístico acompanhou o crescimento da cidade, como a criação do grupo escolar, do prédio da cadeia (onde atualmente funciona a Prefeitura Municipal) e o surgimento das casas na região.

Carnaval de Muzambinho e Bloco Vermes

Muzambinho é nacionalmente famosa por sediar um dos maiores Carnavais Universitários do país. Todos os anos milhares de foliões vão ao município mineiro para aproveitar o feriado ao som de renomados artistas do sertanejo, funk, axé e música eletrônica, mistura de ritmos que faz do carnaval de Muzambinho um famoso e tradicional festival musical.

O Bloco Vermes e Cia foi criado em 2000 por um grupo de amigos, vendendo 30 camisetas e desfilando com uma caminhonete de som logo no seu primeiro ano. Já em 2001, os organizadores colocaram um trio elétrico desfilando na Avenida Doutro Américo Luz em Muzambinho e aos poucos foram reunindo cada vez mais turistas e foliões no desfile.

Foto: Reprodução

O calor dos moradores de Muzambinho, somado ao baixo índice de criminalidade e à cultura mineira, faz de seu carnaval uma das festividades mais receptivas do Brasil, e as boas intenções com o carnaval foram fundamentais para o sucesso do Bloco Vermes e Cia.

São 20 anos de história, de lá para cá grandes nomes da música e foliões de todo o Brasil e também do exterior prestigiaram e curtiram o Carnaval em Muzambinho. Se você nunca participou, vale a pena curtir essa grande celebração. Se você já participou, não pode perder a próxima edição. Ótima oportunidade para fazer amigos, namorar bastante e dançar muito nos dias de Carnaval. Se você procura um Carnaval diferenciado e de qualidade vá a Muzambinho, que segundo muitos tem “o Melhor Carnaval do Brasil”.

Deixe uma resposta