Barco
Barco

Em Jakarta, tínhamos intenção de ficar somente uma semana. Houve um problema no sistema de refrigeração, exatamente no trocador de calor de água doce. Havíamos feito uma programação com representante da VolvoPenta de Jakarta com apoio da diretoria da VolvoPenta no Brasil para que o mecânico estivesse na Marina Bathavia logo que chegássemos. Tudo deu certo, o mecânico chegou no veleiro Kat e durante uma manhã detectou o problema.

Havia a necessidade de troca do trocador de calor. Infelizmente, o representante não tinha a peça em estoque. Se fosse solicitar a Singapura ou EUA, poderia demorar de 1 a 2 semanas.

Imediatamente fizemos uma pesquisa na internet buscando onde poderíamos conseguir o trocador de calor. Havia uma única solução: trazer dos EUA.

Nosso filho Pierre viria a bordo e, em decorrência dessa emergência, fez um desvio na rota passando por Miami.
O Wilhelm conseguiu através de um representante da VolvoPenta o trocador de calor que foi despachado de Minnesota e endereçado a minha cunhada Eliane em North Miami. Ela recebeu a peça e foi pessoalmente entregar no aeroporto de Miami para Pierre, que estava em trânsito.

Foi uma logística muito rápida e urgente que deu certo. Avisamos ao representante do motor em Jakarta que a peça iria chegar no sábado e que na segunda-feira o mecânico poderia vir ao veleiro para colocar. O procedimento seria de uma manhã de trabalho.

O Ramadan, período de jejum muçulmano, estava para terminar e quando isso acontece fazem uma grande comemoração. Na Indonésia, 80% da população é muçulmana. O início da festa seria numa quarta-feira se estendendo até domingo. Seriam cinco dias sem trabalho e muita festa.

No sábado, tentamos ligar para o representante confirmando o recebimento da peça, o celular não atendia. Tínhamos como certo que o mecânico na segunda-feira estaria cedo no veleiro para realizar o serviço. Puro engano, todos emendaram o feriado durante toda semana. Ficamos parados sem ação.

Não adiantava ligar, os telefones estavam desligados. Na segunda-feira, na primeira hora, telefonamos para o mecânico. Ele deu a desculpa e disse que estava preso no tráfego vindo do interior e somente viria na 3ª feira. Tivemos que alterar nosso roteiro por uma semana e, por isso, não foi possível visitar o Parque Nacional Ujung Kulon, no Estreito de Sunda, onde habitam os rinocerontes de Java e é a maior reserva de floresta tropical da Indonésia.

No dia 13 de julho, às 17h30, saímos da Marina Bathavia rumo a Krakatoa a 86 milhas.

Durante as nossas viagens, sempre fazemos questão de lembrar a todos da importância de se preservar o meio ambiente. Traga a Solví para sua empresa e passe a trabalhar com soluções ambientais.

Este artigo foi retirado do antigo site. A autoria do artigo é dos Shurmann

Deixe uma resposta