Jakarta
Jakarta

No dia 25 de junho, seguimos direto para Jakarta, a 320 milhas. Evitamos passar pelo estreito de Malaca. Tínhamos a ideia de ir a Singapura, mas, devido aos frequentes ataques de piratas, resolvemos seguir em outro rumo para Jakarta.

Na saída, no canal, a profundidade marcava 4,20 metros. Passamos muito perto de um rebocador que estava puxando uma chata de óleo de palma, o nosso óleo de dendê.

Tivemos ventos de SE de 13 a 15 nós e nossa média foi de 150 milhas por dia. Passamos por diversos rebocadores puxando chatas com cabo de aço com mais de 300 metros, sem AIS e sem luz nas chatas.

Tínhamos que ficar atentos a toda hora. Passamos a 3 milhas do navio SLCS – São Paulo com 209 metros por 30 de boca com destino a Davao a uma velocidade de 16,4 nós. Chegamos no canal de entrada da Marina Batavia à meia-noite, quando a maré já estava descendo. Na maré baixa o calado é de 2,20 metros e nós não queríamos ter o risco de ficar encalhados.

Já havíamos feito uma reserva e tinha um lugar reservado para o veleiro Kat.

Este artigo foi retirado do antigo site. A autoria é dos Schurmann.

Deixe uma resposta