Patrick O’Brian
Patrick O’Brian

Enquanto Júlio Verne ou Herman Melville costumam ser mais lembrados por conta da sua forte relação com o mar, ninguém tira de Patrick O’Brian o título daquele que mais escreveu sobre ele.

É de autoria dele uma série de 20 livros que registra as crônicas da Marinha Real Britânica durante as Guerras Napoleônicas.

As histórias são protagonizadas por dois personagens icônicos: Jack Aubrey, capitão naval da Marinha Real, e o médico Stephen Maturin e a amizade deles. A série foi iniciada com um livro chamado Mestre dos Mares. O’Brian sempre foi muito elogiado como escritor especialmente por incluir uma riqueza invejável de detalhes em seus livros que retratam com fidelidade a sociedade da época e também os protocolos da Marinha Real.

Patrick O’Brian nasceu em 1914, em Buckinghamshire, Inglaterra. Apesar de seus livros retratarem a Marinha Real, O’Brian se alistou na Força Aérea Real, tornando-se piloto durante a Segunda Guerra Mundial.

O sucesso de O’Brian não foi imediato. A série de livros de Aubrey e Maturin só foi ver a luz do dia depois que teve a sorte de chamar a atenção de um editor americano. E isso ocorreu já no fim da vida do autor. Essa nova projeção foi determinante para a série se tornar um dos principais retratos da vida naval da história da literatura.

O’Brian também teve muita controvérsia associada à sua vida. Logo que a série de livros ficou conhecida, surgiram detalhes sobre sua vida particular na mídia, em especial da sua troca de nome realizada durante a guerra. Ele não gostava de falar do passado, então ficou bem contrariado ao ver dados sobre sua vida divulgados na mídia. O’Brian morreu em 2000 enquanto trabalhava em seu próximo livro.

Este artigo foi retirado do antigo site. Sua autoria é dos Schurmann.

Deixe uma resposta