Nova Zelândia

Um dos destinos mais fascinantes da Expedição Oriente, a Nova Zelândia tem um histórico bem triste em relação a desastres naturais, com terríveis terremotos em sua história. Alguns destes desastres foram capazes até de modificar a geografia da região!

A Nova Zelândia está situada em um ponto complicado: o Círculo de Fogo do Pacífico. Trata-se de uma região geologicamente ativa em que se registra cerca de 20 mil terremotos por ano. Destes, a população sente cerca de 200 por serem mais fortes.

Por conta destas características, a Nova Zelândia já foi atingida por muitos terremotos desastrosos em sua história. O último mais grave que ocorreu foi em 2010, que atingiu Christchurch, a segunda maior cidade da Nova Zelândia, e resultou em 185 mortes. Os reflexos foram sentidos desde Invercargill até Wellington.

O pior terremoto da história da Nova Zelândia aconteceu em 1931. Trata-se do pior desastre natural da existência do país. Morreram 256 pessoas ao durar mais de 2 minutos e mais de 500 ocorrências de réplicas do terremoto em outros locais pelas duas semanas seguintes.

O ponto zero do terremoto de 1931 foi a cidade de Napier, na costa leste da Nova Zelândia. O desastre foi tão terrível que destruiu a cidade quase que completamente até mudou a geografia da região. O terremoto ocasionou incêndios em laboratórios químicos e lojas, fazendo com que quem escapasse do terremoto fosse atingido pelo fogo. As autoridades da época ficaram sem saber o que fazer diante de tanta demanda de socorro e nenhuma estrutura para atendê-la.

Foi um acontecimento terrível em 1931, mas deu origem a algo muito importante: uma série de regulações para todas as construções da Nova Zelândia, já que boa parte do desastre se agravou por conta da inadequação delas. Hoje, os prédios e as casas são construídos com estruturas reforçadas.

Artigo retirado do antigo site. Autoria dos Schurmann.

Deixe uma resposta