São Thomé das Letras situa-se numa área privilegiada, numa zona de montanha a uma altitude de 1.440 metros acima do nível do mar. É um lugar rústico, típico do interior de Minas Gerais, sua posição alta permite ver toda a região que o rodeia. Entre outras coisas, tem um carácter vivo e expansivo.

São Thomé das Letras é o destino perfeito para quem quer relaxar, desfrutar e se conectar com a natureza. Com pouco mais de 6,5 mil habitantes (de acordo com a contagem do IBGE 2010), a cidade possui várias cachoeiras, cavernas e florestas, e a cidade também tem uma tradição de cultura mística e esotérica, atraindo anualmente milhares de turistas e visitantes.

No entanto, a leveza natural contrasta com a dureza das pedras, uma das características mais importantes da cidade. Há ruas, casas, igrejas e muitos artesanatos de pedra na cidade – o mais provável é que o turista se encontre com os vendedores assim que eles chegarem o centro da cidade.

Foto: Reprodução

Os turistas não devem ter dificuldade em encontrar alojamento, pois São Thomé das Letras tem 91 lugares, incluindo pousadas, hotéis e parques de campismo, que são raramente visitados – com excepção dos fins-de-semana de férias na cidade – como Agosto e Outubro. A cidade também conta com 45 restaurantes e bares, de acordo com o Inventário Turístico elaborado pela Secretaria de Turismo em 2015.

Mas além de conhecer os pontos históricos e turísticos, onde é possível absorver parte do patrimônio cultural de Minas Gerais, quem visita São Thomé das Letras em geral deve aproveitar a oportunidade para entrar em contato com a natureza, desfrutar das cachoeiras, cavernas e centros históricos que esta charmosa e mística cidade tem a oferecer.

São Thomé das Letras fica a meio caminho entre as três capitais mais importantes do Brasil: 350 km de São Paulo (SP), 321 km do Rio de Janeiro (RJ) e 309 km de Belo Horizonte (MG). Além disso, o município fica a apenas 43 km do município de Três Corações (MG), localizado às margens da Rodovia Fernão Dias.

A cidade também faz parte do projeto Estrada Real que liga Baependi (MG) e Cruzília (MG). O projeto visa preservar as estradas que ligam o litoral do Rio de Janeiro ao interior de Minas Gerais.

Foto: Reprodução

A História de São Thomé das Letras

A origem do nome São Thomé das Letras refere-se a uma antiga lenda que conta a história de um escravo fugitivo, João Antão. Quando se refugiou numa gruta no topo da montanha, Antão teve uma visão de um homem vestido com roupas leves e brancas. A revelação escreveu uma carta ao escravo para que este a entregasse ao seu mestre.

A carta não podia ter sido escrita pelo escravo porque estava perfeitamente escrita. O fazendeiro ficou impressionado e intrigado com a carta que enviou ao lugar onde apareceu. Quando chegaram à gruta, um homem com roupas leves desapareceu, e em seu lugar estava a estátua de São João de Deus.

Após este episódio, foi construída uma capela rústica junto à gruta. Em 1785, o Barão de Alfenas começou a construir a Igreja de Nossa Senhora e, junto a ela, apareceu São Tomé e Príncipe das Letras. A estátua foi colocada na igreja e desapareceu em 1991.

Foto: Reprodução

10 Motivos Para Visitar São Thomé das Letras

As principais atrações oferecidas pelo município de São Thomé das Letras são: a caverna de São Thomé (local histórico que remete à criação do local), a gruta do carimbado, a casa da pirâmide, as formações rochosas, a cachoeira de Shangri-lá, a cachoeira Eubiose, a cachoeira do véu da noiva, a cachoeira do paraíso, a cachoeira da lua e o vale das borboletas.

São Thomé das Letras é considerada pelos místicos como um dos sete pontos de energia do planeta Terra. A região é, portanto, sempre visitada por espiritualistas, sociedades de ciências alternativas, pela cidade ser considerada mística.

O centro histórico de São Thomé das Letras é uma atração muito procurada. Desde 1996, é listada pelo Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico Minas Gerais e, apesar das de alguns fatores que a afetaram, é de grande importância cultural. Um dos lugares mais visitados é a igreja matriz, construída em 1785. Existe a Igreja da Pedra, que foi declarada monumento histórico em 1985.

Foto: Reprodução

1 – Cachoeira Véu da Noiva

Em São Tomé das Letras existem várias cachoeiras com características muito diferentes que merecem ser visitadas. Uma delas, porém, distingue-se pelo seu tamanho: o véu da noiva. Há cerca de 25 metros de cachoeira, com um poço de cerca de 3,5 metros de profundidade, de acordo com o inventário turístico da cidade.

A quantidade de água no outono é a maior da cidade, e a corrente é distribuída entre as rochas da região, o que também permite praticar esportes. A água corre então em direção a Cachoeira para o Paraíso, onde se cria uma piscina natural, que também é muito popular entre moradores e turistas.

Foto: Reprodução

2 – Vale das Borboletas

O vale recebeu este nome devido ao grande número de borboletas que habitam as florestas da região. A caminho das duas cascatas, com cerca de 6 metros de altura, já se podem ver as mais variadas espécies, que crescem ou encolhem consoante as estações do ano – segundo o Posto de Turismo Municipal, em Janeiro aparecem mais borboletas.

Além disso, o poço formado pelas cachoeiras, localizado nas montanhas entre São Thomé das Letras e Três Corações, forma uma bacia natural de aproximadamente 10 metros de comprimento, chamada Poço dos Gnomos.

Em São Thomé das Letras também existem outras grandes cachoeiras, cada uma com características específicas que dão mais charme à cidade. Entre eles está Sangri-lá, localizado no topo do Pico do Gavião, onde o caminho atual, com cerca de 1 km de extensão e quartzo rosa, cria uma bela aparência cristalina; Paraíso, localizado na estrada de terra que liga o município a Baependi, onde diferentes quedas entre rochas dão ao local sua beleza; Antares, a caminho de Conceição do Rio Verde, está localizada em uma área de conservação da natureza no meio de uma floresta; a cachoeira da lua, perto da cidade de Sobradinho, é conhecida por seu reflexo na água durante a lua cheia, e Eubiose traz conforto para ser uma das cidades mais próximas.

Foto: Reprodução

3 – Carimbado

Um dos lugares mais místicos de São Tomé das Letras. De acordo com uma das lendas, conecta o município de Machu Pichu com o Peru. A distância é de quase 4.000 quilómetros. Outra lenda diz que nas cavernas haverá um portal ligando as duas cidades. Ninguém chegará ao fim da caverna para resolver os mistérios. O fato é que a caverna está localizada a 6 km de São Tomé, na estrada para São Bento Abade, onde você pode visitá-la.

Foto: Reprodução

4 – Sobradinho

Sobradinho, um distrito de São Thomé das Letras, tem uma queda de água de 6 metros de comprimento com cascatas, dando-lhe uma piscina natural com vista para uma das grutas de 150 metros de comprimento. No entanto, a principal atração deste lugar é a caverna, que leva o nome da cidade e tem cerca de 100 metros de comprimento. Os arredores da área também possuem boa infra-estrutura, com bares e lojas para turistas.

Além disso, a Gruta do Labirinto está localizada perto de Sobradinho. O nome vem de sete entradas possíveis, que às vezes podem induzir ao erro aqueles que visitam o local.

Foto: Reprodução

5 – Pôr-do-sol na pirâmide

Não pode haver mais atracções turísticas em São Tomé do que a Casa da Pirâmide. Este lugar é o objetivo final para ver o pôr-do-sol na cidade e reúne centenas de pessoas por dia. Frequentemente, os grupos também usam instrumentos musicais para criar uma trilha sonora, enquanto a estrela se move em direção ao horizonte.

O edifício em forma de pirâmide tem várias janelas e está localizado num dos pontos mais altos da cidade, a uma altitude de 1.440 metros acima do nível do mar, o que o torna uma das mais belas vistas da região, em todo o vale do município.

Foto: Reprodução

6 – Cruzeiro

E quem já está na Casa da Pirâmide não pode deixar de escalar o Cruzeiro, localizado logo acima dele, também no Parque Antônio Rosa. A distância é curta e permite uma melhor visualização da região, logo abaixo do ponto de vista. Além disso, a atração deste lugar é um passeio pelas rochas. Além disso, este lugar também é considerado um dos melhores lugares para observar as estrelas e luzes do céu.

Foto: Reprodução

7 – Parque Municipal Antônio Rosa

O Parque Municipal Antônio Rosa é sem dúvida o local mais visitado de São Thomé das Letras, pois possui os pontos turísticos mais importantes e famosos da região, como o cruzeiro, a Gruta das Bruxas e a Casa das Pirâmides. Além disso, oferece vistas magníficas sobre a região montanhosa, tornando-o o lugar perfeito para relaxar e desfrutar do nascer e do pôr-do-sol.

A 1.430 m acima do nível do mar, a construção e o colapso do parque tiveram como principal objetivo preservar o ecossistema local, um complexo paisagístico rochoso e um abrigo para pequenos animais e aves de todos os tipos.

Foto: Reprodução

8 – Ladeira do Amendoim

A Ladeira do Amendoim está localizada na estrada para Três Corações, ao lado da Gruta do Carimbado e é famosa por “driblar a lei da gravidade”. A razão para isso é que você pode assistir carros ou qualquer tipo de veículo que tenha puxado para cima a inclinação, ou seja, quando eles são trazidos para uma posição neutra, eles dirigem sozinhos para a seção mais alta da estrada.

Foto: Reprodução

9 – Poço Verde

O poço verde é um exuberante ponto turístico de São Thomé das Letras que deve ser visitado por qualquer um que busca contato e paz em meio à natureza. Localizado numa propriedade privada, foi encontrado durante a escavação da pedreira, perfurando a encosta de pedra que atingiu o lençol freático e levou a este poço verde e cristalino simplesmente bonito. Vale a pena saber!

Além disso, no centro da cidade você encontrará atrações devido à arquitetura de pedra sobreposta e que vale a pena visitar, como a Igreja do Rosário e os restaurantes que oferecem iguarias mineiras em fogão à lenha.

Foto: Reprodução

10 – Lojas do Centro

Para aqueles que preferem um programa leve e tranquilo, não há nada melhor do que uma agradável caminhada ao redor do centro da cidade e compras em lojas espalhadas por todo o centro. Entre outras coisas, o turista encontrará itens esotéricos como velas e incenso, bem como as casas de pedra em miniatura de São Thomé das Letras, uma lembrança típica da região.

Foto: Reprodução

Deixe uma resposta