Os jogos Olímpicos da Grécia Antiga

Os Jogos Olímpicos que temos hoje são uma homenagem a jogos de muitos séculos atrás, que movimentavam a sociedade na Grécia Antiga.

Os Jogos Olímpicos Gregos traziam uma série de competições atléticas que eram enfrentadas por representantes das cidades-estado da Grécia Antiga. A disputa acontecia de 4 em 4 anos e era uma homenagem a Zeus, o deus no comando do Olimpo. Segundo registros históricos, acredita-se que os primeiros jogos aconteceram no ano de 776 a.C.

Durante a celebração dos Jogos Olímpicos, era instituída uma trégua nos conflitos para que os atletas pudessem viajar de forma segura. Em geral, os prêmios eram coroas de folhas e, claro, muito prestígio.

Os Jogos Olímpicos possuem uma origem mitológica bastante curiosa. Diz a lenda que Héracles (não o filho de Zeus, outro) e os irmãos Paeonaeus, Epimedes, Iasius e Idas fizeram uma corrida na cidade de Olímpia para entreter o recém-nascido Zeus, que coroou o vencedor com uma coroa de folha de oliva. A lenda também diz que os jogos aconteceriam de 4 em 4 anos porque este é o tempo que demora para uma árvore gerar mais folhas de oliva para uma coroa. A disputa dos irmãos inspirou os outros deuses do Olimpo, que também passaram a organizar suas próprias competições.

Mesmo depois da conquista dos romanos, as disputas continuaram acontecendo até que o imperador Teodósio I os encerrou em 393 d.C. como parte da campanha de impor o Cristianismo como religião principal de Roma.

As Olimpíadas que temos hoje foram resultado do interesse do mundo em resgatar o espírito competitivo da versão antiga. A primeira edição moderna aconteceu em 1896, apropriadamente em Atenas, Grécia. Agora, o Brasil recebe a edição de número 31 dos Jogos Olímpicos, ajudando a manter viva esta tradição.

Artigo retirado do antigo site. Autoria dos Schurmann.

Deixe uma resposta